Rainha Elizabeth celebra 50º aniversário de Charles como Príncipe de Gales

0
37
Charles se tornou Príncipe de Gales, o título tradicionalmente detido pelo herdeiro do trono britânico, em julho de 1958, quando ele tinha nove anos.

Rainha Elizabeth e o Príncipe Charles participam de recepção no Palácio de Buckingham, em Londres, nesta terça-feira (5) — Foto: Dominic Lipinski/AP

Rainha Elizabeth e o Príncipe Charles participam de recepção no Palácio de Buckingham, em Londres, nesta terça-feira (5) — Foto: Dominic Lipinski/AP

rainha Elizabeth, do Reino Unido, realizou uma recepção no Palácio de Buckingham nesta terça-feira (5) para marcar o 50º aniversário do seu filho mais velho, Charles, como príncipe de Gales.

Integrantes da monarquia, incluindo os filhos de Charles, William e Harry, e suas esposas, Kate e Meghan, compareceram à festa que o Palácio de Buckingham promoveu em homenagem aos 50 anos de serviço do príncipe para o País de Gales.

Charles se tornou Príncipe de Gales, o título tradicionalmente detido pelo herdeiro do trono britânico, em julho de 1958, quando ele tinha nove anos. Ele foi formalmente investido com o título em uma cerimônia televisionada no Castelo de Caernarfon, em julho de 1969.

A coroa, a espada e outras vestimentas usadas na cerimônia na ocasião foram expostas na recepção.

A cerimônia contou com apresentações musicais de estudantes do Royal Welsh College of Music and Drama e um discurso do arcebispo de Canterbury, Justin Welby.

Charles, de 70 anos, esperou mais que qualquer um de seus antecessores para se tornar monarca e pode vir a ser o rei mais velho de todos no começo de seu reinado caso suceda sua mãe de 92 anos, que detém o recorde do mais longo reinado de história britânica.

Príncipe Charles, seu filho mais velho, príncipe William, duque de Cambridge, com Nicos Anastasiades, presidente da República de Chipre — Foto: Kirsty O'Connor/Reuters

Príncipe Charles, seu filho mais velho, príncipe William, duque de Cambridge, com Nicos Anastasiades, presidente da República de Chipre — Foto: Kirsty O’Connor/Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here